Gramaticas
O Papel tem mais paciências que as pessoas

 
Querida kitty,
você me dizer por que as pessoas se esforçam tanto para esconder seu eu verdadeiro? Ou por que sempre me comporto de modo muito diferente quando estou perto dos outros? Por que as pessoas confiam tão pouco nas outras? Sei que deve haver um motivo, mas algumas vezes acho horrível não poder confiar em ninguém, nem mesmo nas pessoas mais próximas.

- O Diário de Anne Frank. 

 
Estou com essa vontade enorme de chorar, nessas horas eu preciso da minha melhor amiga, mas ela nunca está perto, odeio estar longe de quem amo, odeio amar quem mora longe, odeio amar quem não me ama, odeio especialmente a mim mesmo.
 
Aprendi diversas coisas, mas de que adianta aprender? Se quando estamos apaixonados esquecemos de tudo que foi aprendido, cometemos os mesmos erros, acreditamos nas mesmas coisas e mais uma vez perdemos o juízo…O amor nos cega, nos enlouquece e nos transforma. E o mais incrível é que coisas que demoramos anos pra aprender, desaprendemos em questão de segundos…mas pra mim podem se passar milhares de segundos, anos e até séculos; eu nunca irei esquecer que aprendi que nada, absolutamente NADA é pra sempre.
 
As vezes penso que você me ama, que tolo eu sou, você apenas me iludia e eu ia caindo nas suas ladainhas. Eu me odeio por sentir sua falta e me pego pensando se você está pensando em mim. Eu ainda acredito que você um dia me amou como amo você, mas eu não paro de pensar em você e deduzo que você até já me esqueceu e eu ainda estou nessa, te amando.

- Sempre me fodo.

 
Tenho cede do seu amor, sinto falta de quando eramos um só. De quando nós eramos carne e unha. Agora não sei mas oque samos, eu me afastei de mim, acho que foi um erro meu, eu deveria ser mas presente na sua vida, eu achava que só te levar para um jantar, tomar um sorvete ou coisa assim, eu estaria preenchendo aquele vazio que eu te deixava. Mas eu estava errado, nós foi felizes no inicio do namoro, eu pensei que sempre estaria do seu lado, que sempre estaria contigo, que nunca iriamos se separar, mas nada dura para sempre, o pra sempre, sempre acaba porque ? Porque não pode ser diferente. O erro não foi somente meu, você também dava aquelas desculpas que estava doente ou de castigo, sei-la, nem sei porque ainda me importo contigo ainda, provavelmente você deve estar namorando sendo feliz, provavelmente esse cara te faz mas feliz que eu te fiz um dia. Não sei, já faz 1 ano que não nós falamos, que eu não te vejo, que não ouço sua voz encantadora e doce sussurrando no meus ouvidos, tenho saudades dos seus beijos, da sua boca doce. Tudo isso me faz falta, dos seus carinhos, das suas biras […] sera que tudo isso é carência? Só pode ser, depois de você nunca mas namorei outra garota, nunca tentei um outro amor. Você foi e sempre será o único amor da minha da vida.
 
O que a gente espera dessa vida são histórias. História pra viver, pra sentir, se arrepender, repetir e contar. Talvez a gente guarde numa caixa, classifique como passado, esconda de todo mundo e de si mesmo e não mexa mais. Talvez a gente compartilhe com quem quiser ouvir e ria de tudo o que passou. Talvez a gente esqueça. Talvez a gente reescreva. Talvez um monte de coisas, não sei. Só sei que quando eu lembro de cada uma delas - às vezes escondendo o rosto vermelho de vergonha, às vezes feliz pelo que aconteceu, às vezes com vontade de gritar “meeeeeu deus, como eu era (mais) idiota” - eu sorrio. Errando, acertando, mudando ou não mudando porcaria nenhuma, eu sorrio. E eu quero mais, muito mais. E que sejam surreais, inusitadas, sinceras e diferentes de tudo o que eu conheço. Porque o que eu quero, realmente não é pouco.
 
Não entendo você que fala que odeia o “amor”, cá entre nos, você já amou uma pessoa um dia, sofreu né ? Mais você viu quanto e bom amar uma pessoa, sentir ela, se amou por uma tela de computador, sabe mais ainda o quanto doí não ter a pessoa amada ao seu lado, então, larga de ser otário, não fale mal daquilo que te fez bem.

- romantico moderno.